Retiros promovidos por igrejas atraem as pessoas que querem fugir do Carnaval

Pessoas de diversas comunidades religiosas farão estudos bíblicos e participarão de atividades de esporte e lazer

Foto: Divulgação


Carnaval é sinônimo de folia, diversão, festa, muito frevo, samba e axé, e é justamente por isso que milhares de pessoas optam por aproveitar a data em locais mais calmos e bucólicos, em busca de experiências espirituais e, em alguns casos, de diversão entre amigos.

 

Os retiros espirituais organizados por cristãos de diferentes denominações são as alternativas criadas pelos religiosos para passar os quatro dias de folga do Carnaval.

 

A reportagem conversou com líderes religiosos de diversas denominações no estado para saber qual a programação para este ano.

 

BATISTA

 

A comunidade Batista resolveu este ano pular o Carnaval, mas não da forma como conhecemos, é que o tema do retiro da Igreja Batista esse ano é "Eu pulo o Carnaval". O pastor Carlos Rodrigues, que vai coordenar o evento nos 4 dias em que os participantes estarão acampados, explica que o tema faz uma alusão ao fato de que eles preferem pular a folia momesca do calendário deles, aproveitando o dias de feriado para renovar a comunhão com Deus e com os irmãos. 

 

Os acampantes que forem ao retiro batista terão oportunidade de competir em modalidades esportivas, como futebol, por exemplo. Os cultos acontecem durante a manhã e a noite, nos outros horários a interação e alegria cristã devem permear a rotina dos fiéis, segundo o pastor. 

 

O acampamento batista que o pastor Carlos Rodrigues coordena fica em Paripueira e já existe há 52 anos. Este ano, eles recebem cerca de 400 acampantes, que não vêm não só de Alagoas, mas de outros estados como Pernambuco e Bahia. Os acampantes desembolsaram entre R$ 150 a R$ 200 para fazer a inscrição no retiro, que começa neste sábado (10), e só finda na Quarta-feira de Cinzas (14). 

 

ASSEMBLEIA

 

Para os fiéis da Igreja Assembleia de Deus, os retiros espirituais são divididos por faixa etária. A igreja proporciona um retiro específico para crianças, outro para adolescentes e jovens até 35 anos e outro espaço específico para os mais velhos.

 

A reportagem conversou com Rodrigo Moreira, que é coordenador de jovens da Igreja Assembleia de Deus do Farol, que é também a sede estadual da denominação. Rodrigo explica que o retiro faz jus justamente ao nome, e que é um momento onde a igreja prefere se retirar e reservar tempo para consagração e fortalecimento dos laços com Deus. Rodrigo esclarece que a igreja nada tem contra as expressões culturais, mas prefere se ausentar, tendo em vista que o Carnaval, de certa forma, está muito atrelado à violência, falta de ordem e a uma liberdade exacerbada.

 

Rodrigo explica que muita gente não entende o que é e como acontecem estes retiros. Não muito diferente das atividades dos batistas, os assembleianos têm um tema específico para cada retiro, e este ano irão trabalhar com a temática "Sobre fruto e dons", assunto que será abordado de acordo com a Bíblia. Mas, segundo ele, o retiro não é estritamente de estudo da Bíblia. Os acampantes também terão momentos de lazer nas piscinas e em jogos e competições. Os assembleianos de 13 a 35 anos irão acampar no Hotel Fazenda Marambaia, em Viçosa. Serão cerca de 200 acampantes.

 

ADVENTISTAS

 

Outro grupo de evangélicos que tem atividades paralelas ao Carnaval são os Adventistas do Sétimo Dia. Eles são cerca de 15 mil no estado, organizados em cerca de 300 igrejas. Tradicionalmente,os adventistas saem dos grandes centros dos festejos de carnaval para isolar seus fiéis da folia e aproveitar o momento para renovação espiritual que irá guiá-los durante todo o ano. 

 

Em 2018, o tema para os adventistas em toda a América do Sul é "Fé e ação".  Os adventistas vão aproveitar o período do Carnaval para estudar a Bíblia e planejar atividades para o ano. Mas, como os outros evangélicos, também vão aproveitar para fortalecer os laços e criar novos vínculos entre si. Além das atividades esportivas e recreativas que serão realizadas. No caso dos Adventistas, cada igreja tem autonomia para deliberar onde realizar o retiro.

 

Católicos

 

Mas engana-se quem pensa que apenas os evangélicos participam de retiros espirituais. Os católicos alagoanos também se dividirão em diversos grupos para aproveitar os 4 dias de folga longe da folia do Carnaval. O Frei José Maria, da Casa de Ranquines, que é um dos organizadores do "Celebrai", um dos tantos retiros da Igreja Católica no estado, conta que a expectativa é de que 1.200 pessoas participem do retiro, que contará com dois padres que virão do Tocantins e uma cantora da comunidade Canção Nova. 

 

De acordo com o frei, o objetivo do retiro é estritamente o estudo da Bíblia, não tendo como foco as atividades recreativas e esportivas. O retiro "Celebrai" acontece na Escola Nosso Lar, na Levada, e receberá tanto os acampantes quanto o público externo.

 

A Arquidiocese de Maceió realiza também um retiro gratuito e aberto ao público no Santuário Arquidiocesano Virgem dos Pobres, com o tema "Uma leitura orante do evangelho de Marcos em uma igreja em saída rumo ao centenário". O almoço custará R$ 10,00 por dia. O retiro começa neste sábado e termina na quarta-feira (14).