Ainda sem número, Philippe Coutinho assina até 2023 com o Barcelona

Clube catalão conclui transferência recorde que pode chegar aos 160 milhões.

Foto: Globo Esporte


Philippe Coutinho é oficialmente jogador do Barcelona. Os meses arrastados de conversas e especulações chegaram ao fim na manhã desta segunda-feira, quando o ex-jogador do Liverpool assinou, ao lado do presidente Josep Maria Bartomeu, o contrato que vai até 2023 com o clube catalão. A transferência pode render ao Liverpool até 160 milhões de Euros (quase R$ 621 milhões).

 

Uma das grandes dúvidas que cercam a chegada de Coutinho ao Barcelona diz respeito ao número da camisa. Na apresentação, lhe foi dado um uniforme sem número, apenas com o nome nas costas. Em entrevista ao "Daily Mail", ele só disse descartar a 10 porque pertence ao "melhor jogador do mundo", Lionel Messi. No momento, apenas a 24 está disponível, mas a 7 e a 14 podem virar opções caso as saídas de Arda Turan e Mascherano, respectivamente, sejam concluídas.

 

O Barcelona jamais havia desembolsado quantia tão grande por um jogador, ao mesmo tempo em que essa foi a maior venda da história do Liverpool. A transferência de Coutinho só está atrás da de Neymar (que saiu Barça para o Paris Saint-Germain por 222 milhões de Euros) entre as mais caras de todos os tempos - um adendo: Mbappé desbancará o brasileiro no final da temporada, quando a venda para o PSG por 180 milhões de Euros será concretizada.

 

- Queria agradecer ao presidente por todo o esforço e paciência nesse caso, aos dirigentes que ajudaram nesse processo. É um sonho, como eu disse. Espero em campo responder toda a expectativa - declarou Coutinho, em espanhol.

 

Bartomeu retribuiu o carinho e disse durante o evento que precisou disputar a contratação do brasileiro com "outros clubes interessados".

 

- Estamos muito empolgados por conhecê-lo, um jogador que estamos tentando contratar desde a última janela. Toda nossa equipe técnica o queria e via nele um jogador como necessário. Não foi fácil. Philippe está feliz por vir, era um dos seus objetivos, e sua paciência foi decisiva para a contratação. Ele é uma das estrelas do futebol mundial e ficará aqui por muitos anos. Havia outros clubes interessados em Coutinho, mas eu realmente queria me juntar ao projeto de Ernesto Valverde. Demos um passo muito importante. Quero agradecer ao Liverpool por deixar Coutinho sair.

 

Apesar da ansiedade, os torcedores do Barcelona vão precisar esperar para ver Philippe Coutinho em campo. O Barcelona divulgou o resultado de exames realizados no jogador e revelou uma lesão muscular na coxa que o deixará fora de combate por 20 dias. Assim, Coutinho só deverá estrear com a camisa do Barcelona no fim do mês, possivelmente no duelo contra o Alavés, dia 28 de janeiro, no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol.