Babá suspeita de furtar R$ 600 mil em joias de patrões é presa

A babá e os amigos foram parados por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) saindo de um motel na contramão às margens da BR-101.

Foto: Reprodução


Uma mulher de 25 anos que trabalhava como babá em Vila Velha, no Espírito Santo, foi presa na noite de quinta-feira (11) na cidade de Mamanguape, a 52 km de João Pessoa, suspeita de ter furtado cerca de R$ 600 mil em joias da casa da família em que trabalhava. Segundo informações da Polícia Civil, Raquel Viana dos Santos é paraibana e estava ostentando quantias em dinheiro incompatíveis com sua profissão.

 

A suspeita estava em um carro com amigos e cerca de R$ 56,8 mil em dinheiro no momento da prisão. A babá e os amigos foram parados por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) saindo de um motel na contramão às margens da BR-101 em Mamanguape.

 

Também foram recolhidos com o grupo uma pistola calibre 380, sete pedras preciosas (aparentemente esmeraldas, safiras e ônix), duas pulseiras, seis anéis, cinco pares de brincos, dois pingentes, além de um notebook e um aparelho de celular. Um filhote de cachorro da raça husky siberiano também foi apreendido com os suspeitos.

 

Imagens divulgadas pela Polícia Civil da Paraíba mostram o momento em que a paraibana deixa o prédio onde trabalhava levando o cofre da família capixaba dentro de uma mochila na manhã do dia 11 novembro de 2017. Um mandado de prisão contra a babá havia sido expedido pela Justiça do Espírito Santo.

 

Ela foi encaminhada para a delegacia de Mamanguape, onde seguia presa até a manhã desta sexta-feira (12). Os demais ocupantes do carro abordado pela PRF às margens da BR-101 não tinham antecedentes criminais, apenas uma outra mulher que estava sem identidade e o condutor do carro que estava sem habilitação.